dirija veículos
ariel automóveis
mercado livre

Mercado: Audi lança novo A8





O novo Audi A8 faz sua estreia mundial durante a Audi Summit em Barcelona. Na sua quarta geração, sofisticado modelo se torna novamente uma referência em tecnologia, ao trazer uma nova linguagem de design, um inovador conceito operacional interativo e uma tração integral elétrica. O Audi A8 também é o primeiro automóvel com condução autônoma nível 3, que será produzido em série. A partir de 2018, a Audi incluirá gradualmente na produção funções de condução pilotada como assistente de estacionamento "parking pilot", assistente de garagem "garage pilot" e assistente de trânsito "traffic jam pilot".

O assistente de trânsito Audi AI assume controle da condução quando o trânsito está lento, até 60 km/h, em rodovias onde uma barreira física separa as duas faixas da pista. O sistema é ativado usando o botão AI no console central.

O assistente de trânsito administra a partida, aceleração, direção e frenagem. O motorista não precisa mais monitorar o carro permanentemente. Ele poderá retirar suas mãos do volante e, dependendo das leis nacionais, focar em uma atividade diferente oferecida pelo automóvel, como assistir TV. Assim que o sistema alcançar seus limites, ele convocará o motorista para retomar o controle da tarefa de condução.


Por uma perspectiva técnica, o assistente de trânsito é revolucionário. Durante a condução pilotada, um controlador central de assistência ao motorista zFAS agora processará permanentemente uma imagem das imediações combinando os dados dos sensores. Assim como os sensores de radar, uma câmera frontal e sensores ultrassônicos, a Audi também é a primeira fabricante de automóveis a usar um scanner a laser. A introdução do assistente de trânsito Audi AI significa que o quadro normativo precisará ser esclarecido em cada mercado individual, juntamente com uma definição específica de cada país para a aplicação e teste do sistema. Os altos padrões de qualidade da marca são igualmente aplicáveis no âmbito da condução altamente automatizada. Além disso, uma ampla variedade de procedimentos de homologação e seus correspondentes cronogramas precisarão ser observados no mundo todo. Portanto, a Audi adotará uma abordagem passo a passo para introduzir o assistente de trânsito nos modelos em produção.


Já o assistente de estacionamento remoto Audi AI conduz autonomamente o A8 para dentro e para fora de uma vaga de estacionamento ou uma garagem, enquanto a manobra é monitorada pelo motorista - que não precisará estar sentado no carro. Ele acionará o sistema a partir do seu smartphone usando a nova aplicação myAudi. Para monitorar a manobra, ele manterá o botão do Audi AI pressionado para visualizar uma imagem ao vivo gerada no seu dispositivo pelas câmeras de 360 graus do carro.
Com um completo pacote de inovações, a suspensão explora os limites do que é fisicamente possível. Uma das inovações é a condução dinâmica de todas as rodas, que combina condução direta e condução esportiva com uma robusta estabilidade. A razão de direção das rodas frontais varia em função da velocidade; as rodas traseiras são giradas na direção ou no sentido contrário da condução dependendo da faixa de velocidade. O manuseio do carro se torna ainda mais dinâmico e preciso com o diferencial esportivo. Ele distribui ativamente o torque de tração entre as rodas traseiras, complementando a tração permanente nas 4 rodas quattro que agora é padrão no novo A8.
A segunda nova tecnologia, a suspensão ativa Audi AI, é um sistema de suspensão completamente ativa. Dependendo da vontade do motorista e da situação da condução, é capaz de elevar ou rebaixar cada roda separadamente com atuadores elétricos. Esta flexibilidade confere ampla liberdade às características da condução - variando do conforto de um percurso suave em um sedã clássico luxuoso ao dinamismo de um carro esportivo. Em combinação com os sensores de 360°, o carro será elevado à velocidade da luz rápida se houver uma iminente colisão lateral, reduzindo as potenciais consequências de um acidente para todos os ocupantes.


Esse sistema de suspensão altamente inovador obtém a energia de que necessita de um sistema elétrico de 48 volts. A Audi agora o instala pela primeira vez como o sistema elétrico primário em todas as versões do modelo A8. Juntamente com a avançada suspensão pneumática do A8, o inovador conceito de suspensão proporciona uma experiência de condução radicalmente nova.

O novo A8, que será lançado inicialmente no mercado alemão, traz dois motores turbo V6 totalmente reformulados: um 3.0 TDI e um 3.0 TFSI. O motor a diesel desenvolve 210 kW 286 cv, e a versão a gasolina 250 kW 340 cv. Duas versões de oito cilindros - um 4.0 TDI com 320 kW 435 cv e um 4.0 TFSI com 338 kW 460 cv - virão logo a seguir. A versão com o exclusivo motor de ponta é o W12 com um deslocamento de 6,0 litros.


Todos os cinco motores operam juntamente com um dispositivo de arranque com alternador de correia BAS, que é o centro nervoso do sistema elétrico de 48 volts. Essa tecnologia híbrida leve MHEV, veículo elétrico híbrido leve permite que o carro fique parado com o motor desligado, e seja suavemente reiniciado. Ele também possui uma função estendida de arranque/parada e uma saída de recuperação de energia de até 12 kW. O efeito combinado dessas medidas é reduzir ainda mais o consumo de combustível dos motores já bastante eficientes - em até 0,7 litros por 100 quilômetros sob condições reais de condução.


O A8 L e-tron quattro com sua poderosa unidade de tração plug-in híbrida será lançado em uma data posterior. Seu 3.0 TFSI e o poderoso motor elétrico alcançam 449 cv de potência do sistema e 700 Nm de torque do sistema. A bateria de íon de lítio armazena potência suficiente para cerca de 50 quilômetros de condução elétrica. Ela poderá ser opcionalmente carregada pelo sistema Audi Wireless Charging. Um dispositivo de conexão no piso da garagem transfere por indução a potência para uma bobina receptora no automóvel com uma saída de potência de 3,6 kW.


Os novos Audi A8 e A8 L estarão disponíveis no mercado alemão no final de 2017.

da Redação | 12/07/2017