Trânsito: Licenciamento de veículos com placa final 9 vence em 30 de setembro



Proprietários de veículos com placas final 9 tem até o próximo dia 30 de setembro para realizar o pagamento do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos CRLV anual. O documento, que é válido em todo o território nacional, concede o direito de tráfego ao veículo. Em 2018, foram emitidos 897.705 licenciamentos em todo o Estado.

Os proprietários podem providenciar a emissão do CRLV em qualquer unidade do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso Detran-MT. Também é possível solicitar no site oficial da autarquia www.detran.mt.gov.br ou ainda pelo aplicativo para smartphone "MT Cidadão".

Para fazer a solicitação via site basta acessar a aba 'Serviços', inserir os dados do veículo, emitir a guia e pagar as taxas.

Atualmente, o processo de emissão do licenciamento anual representa mais de 50% da demanda diária de atendimentos do Detran-MT e 43% do total de serviços prestados pela Diretoria de Veículos da autarquia.

Entrega em casa

O proprietário do veículo também tem a opção de receber o documento em casa, via Correios. Para isso, é necessário que o endereço esteja atualizado junto ao Detran-MT, e marcar, durante a requisição, a opção "RECEBA O SEU DOCUMENTO EM CASA".

Além de pagar as taxas da autarquia, para retirar o licenciamento, é necessário pagar o seguro DPVAT, o IPVA e multas, caso tenha.

Apenas os proprietários que estão com o endereço desatualizado no banco de dados do Detran-MT não conseguem realizar a solicitação pelo sistema online. Estes proprietários devem comparecer a uma unidade da autarquia com o comprovante de endereço, documentos pessoais e do veículo para atualizar o cadastro.

da Redação | 16/09/2019

Últimas notícias

16/01/2020

Segurança: Nissan convoca recall para Frontier, Pathfinder e Sentra

15/01/2020

Trânsito: Novas placas de veículos serão obrigatórias a partir de 31 de janeiro

14/01/2020

Mercado: Chevrolet anuncia importação do segundo lote do Bolt EV

12/01/2020

Mercado: Abraciclo estima aumento de 6,1% na produção de motocicletas neste ano