Salão de Montreal: Nissan revela Altima-te AWD




Um sedã totalmente diferente de qualquer outro já apresentado pela Nissan. Um projeto de veículo que representa uma nova era para a tração nas quatro rodas em inglês, All-Wheel Drive - AWD. Batizado de "Altima-te AWD", este projeto é baseado no novíssimo Nissan Altima AWD 2019 e mantém a tradição da Nissan de criar exemplares únicos de modelos agressivos, equipados com um robusto sistema de lagartas.

A versão de produção do Nissan Altima 2019 também é totalmente diferente de qualquer sedã que a Nissan já apresentou. Além de ser o primeiro sedã na América do Norte a oferecer tração nas quatro rodas, o Altima 2019 recebe o sistema AWD como item de série no Canadá.

"Este não é um Altima do passado, pois estamos redefinindo o significado deste nome histórico para o modelo 2019. Praticamente ausente do mercado de sedãs, queríamos dar destaque à configuração com tração nas quatro rodas deste modelo, pois normalmente as pessoas não têm ideia que um sedã pode oferecer o sistema AWD", comentou Joni Paiva, presidente da Nissan Canadá.

"O Altima-te AWD une-se a outros modelos de crossovers criados em exemplares únicos e equipados com lagartas, como o Rogue Warrior, enviando uma mensagem clara ao mercado de que este Altima pode enfrentar as condições climáticas mais severas com a segurança adicional oferecida pelo sistema Nissan Intelligent All-Wheel Drive, que é um item de série e se adapta às condições de rodagem num piscar de olhos", explica Paiva.

Assim como o Rogue Warrior, que teve sua estreia na edição de 2016 do Salão do Automóvel de Montreal MIAS, o Altima-te AWD foi totalmente modificado pela empresa Motorsports in Action MIA baseada no Quebec, utilizando o sistema de lagartas DOMINATOR® do fabricante American Track Truck.

As lagartas medem 1.220 mm de comprimento, 750 mm de altura e 380 mm de largura. O  Altima-te AWD exigiu mais modificações radicais em termos de carroceria e chassi em comparação com as mudanças feitas no projeto de veículo Rogue Warrior. A modificação externa mais evidente é vista nos para-lamas dianteiros e traseiros do Altima, que receberam para-barros de 180 mm de cada lado para acomodar o sistema de lagartas DOMINATOR, aumentando a largura total da carroceria em 360 mm. Assim, o Altima tem uma presença nitidamente imponente, mantendo as linhas fluidas e a essência do design do sedã.

Para modificar os para-lamas, a equipe da MIA aplicou um processo complexo que envolveu o design e a produção de um kit de carroceria mais largo feito sob medida, além da produção dos para-lamas por meio do uso de espuma de alta densidade e resina epóxi, um material encontrado normalmente em estruturas náuticas. Só este processo totalizou 150 horas de trabalho. Já o projeto total levou 250 horas para ser concluído. Os para-barros radicais permitem uma redução das projeções da neve, que podem prejudicar e até impedir a visibilidade do motorista.

Para que o Altima-te AWD fosse totalmente funcional, a altura de condução do veículo precisou ser aumentada. A MIA projetou e produziu os componentes necessários para aumentar o veículo em 80 mm, o que por sua vez exigiu uma redução em 30 mm na altura das longarinas do chassi; já os componentes da suspensão foram elevados em 50 mm. A geometria da suspensão foi corrigida para compensar o desvio causado pela mudança na altura de condução e restaurar a cinemática adequada.

O Altima-te AWD estará exposto nos dias de abertura ao público da edição de 2019 do Salão do Automóvel de Montreal. Em fevereiro, ele também será exposto no estande da Nissan no Salão do Automóvel do Canadá, que acontece em Toronto.

da Redação | 22/01/2019

Últimas notícias

23/04/2019

Salão de NY: Nissan GT-R 50th Anniversary Edition estreia no evento

22/04/2019

Mercado: Novo Corolla feito no Brasil será o primeiro veículo híbrido flex do mundo

18/04/2019

Mercado: MINI confirma série limitada "60 Years" para o Brasil

17/04/2019

Tecnologia poderá ser usada para detectar motorista drogado