Mercado: Renault revela o carro-conceito elétrico MORPHOZ




Aproxime-se do carro, ele vai fazer um sinal. Ele vai reconhecer e dar as boas-vindas a você. Sente-se e prepare-se para uma experiência totalmente inédita: você está em um veículo inteligente e modular, que ultrapassa todos os limites. Um veículo sob medida, que se adapta a todos o tipo de uso, tanto nos trajetos curtos do dia a dia ou para viagens mais longas. Um veículo pessoal que é compartilhado quando não está sendo utilizado por você. Um veículo pensado para ser integrado em vários ecossistemas e favorecer as interações. Um veículo autônomo para dirigir ou se deixar levar.

Este veículo futurista reapresenta a visão da Renault para a mobilidade elétrica pessoal e compartilhável a partir de 2025. Chamado de MORPHOZ, ele foi criado com base na futura plataforma modular elétrica CMF-EV da Aliança, para oferecer várias configurações de potência, capacidade e autonomia, além de experiência a bordo e volume do porta-malas.

Fiel ao DNA da marca, o conceito MORPHOZ representa, na estratégia de design da Renault em torno do ciclo de vida, o aspecto relacionado à "Família". Mas ele não remete apenas a uma visão exploratória da mobilidade. Em seu design, detalhes e apresentação interna, ele também prefigura uma nova família de modelos elétricos Renault, que chegará nos próximos anos.
 Renault MORPHOZ é um crossover-conceito modular 100% elétrico e recarregável por indução, mesmo em rodagem. Ele é conectado e equipado com funções de condução autônoma de nível 3. Assim como no conceito SYMBIOZ, revelado em 2017, este veículo pessoal é equipado com funções específicas de compartilhamento.

A modularidade do carro-conceito MORPHOZ se revela na transformação física de suas duas versões: a versão curta "City" e a versão longa "Travel". Este veículo é capaz de se adaptar ao modo de vida de seus usuários, seja no uso diário ou para uma viagem de férias, por exemplo.

Enquanto a versão City conta com a capacidade das baterias necessária para atender as necessidades diárias, a versão Travel pode receber uma capacidade adicional, permitindo cobrir distâncias mais longas na estrada.
 
Na versão curta City, o Renault MORPHOZ mede 4,40 metros de comprimento. Com 2,73 metros, ele tem um entre-eixos recorde para este comprimento de veículo, permitindo acomodar facilmente os 40 kWh de baterias embarcadas de série, com um peso reduzido e sem gastos desnecessários. Do lado de dentro, a experiência a bordo é digna de um modelo do segmento superior.

Nesta configuração, o MORPHOZ apresenta uma assinatura luminosa específica, com um visual imponente, destacado pela iluminação adicional em LED. Seu estilo também é mais atraente, com um capô curto, para-choques esculpidos e a ausência de balanço graças ao posicionamento das rodas nos quatro cantos da carroceria, uma referência à agilidade do veículo urbano com motorização elétrica.
Na versão longa Travel, o Renault MORPHOZ mede 4,80 metros de comprimento. Seu entre-eixos aumenta na mesma proporção para 2,93 metros, uma transformação que melhora tanto a capacidade de armazenagem das baterias como o espaço interno. Assim, é possível embarcar baterias adicionais para aumentar a potência em 50 kWh capacidade total de 90 kWh, oferecer mais espaço para as pernas dos passageiros e para duas malas adicionais. Esta transformação permite enfrentar distâncias mais longas e otimizar a aerodinâmica, graças ao perfil e a frente mais afunilados. A versão Travel conta com uma iluminação frontal específica.
A capacidade nominal da bateria do Renault MORPHOZ 40 kWh na versão City dá a ele uma autonomia de 400 km, o que é mais do que suficiente para o uso urbano e semiurbano no dia a dia. Isso confere a ele certa flexibilidade, permitindo atender mais de 90% das necessidades dos usuários.

Para os 10% restantes das necessidades de cobrir distâncias mais longas, o MORPHOZ pode receber um módulo adicional de baterias, chamado de "Travel Extender". Em um posto dedicado, o veículo é transformado na versão Travel, enquanto uma portinhola localizada no assoalho plano se abre acima do compartimento do posto, por meio do qual são instalados 50 kWh de baterias adicionais no veículo. Em apenas alguns segundos, o MORPHOZ sai do posto com uma autonomia de 700 km para uso na estrada.

O conceito Renault MORPHOZ permite a condução autônoma de nível 3, segundo os 5 níveis definidos pela SAE Internacional. Também chamado de "Eyes off - Hands off", este nível permite que o condutor solte as mãos do volante para delegar a condução ao veículo em determinadas situações específicas, nas faixas de rodagem permitidas, em autoestradas ou congestionamentos em via expressa.

O veículo é capaz de gerenciar a distância em relação ao veículo que segue à frente, manter-se na faixa de rodagem nas curvas e se mover em congestionamentos. Entretanto, o condutor precisa ter condições de reassumir o controle rapidamente, caso seja alertado pelo sistema. Isso pode ocorrer em caso de mau tempo ou ausência de marcação das pistas, por exemplo, o que impediria a visibilidade pelos sensores. É por isso que o volante do MORPHOZ se mantém no mesmo lugar, mesmo quando a grande tela do painel de instrumentos fica recolhida no painel.

Com o nível 3 de condução autônoma, o condutor delega o controle do veículo. Com as mãos e os olhos livres da condução, ele pode, por exemplo, utilizar o sistema multimídia do carro para ditar e-mails e mensagens de texto ou ler conteúdos.

da Redação | 20/03/2020

Últimas notícias

24/05/2020

Mercado: Jeep® inicia vendas do Wrangler Rubicon no Brasil

11/05/2020

Mercado: FCA retoma produção de automóveis no Brasil

06/05/2020

Mercado: Fábrica da VW em Taubaté celebra 40 anos de produção do Gol

05/05/2020

Trânsito: Sinfra realiza estudo sobre situação na área conurbada Cuiabá - VG